29 de setembro de 2012

E POR FALAR EM SAUDADE



A Saudade já foi decantada por todos os poetas, mas sempre se apresenta envolvendo os mais profundos sentimentos. Vamos aproveitar esse tema, visto pela poetisa Cida e apreciá-lo, à luz da Teoria Literária. 





 
Leia, ao final desta página, os comentários sobre o poema
SAUDADES
                      Cida Vilas Boas  

Saudades são sementinhas
de amor, sonho e paixão
semeadas em terra fértil
regadas por gotas suaves
do orvalho ao amanhecer
cultivadas com carinho
como o perfume sutil
da roseira do portão.

Saudade não é tristeza
é renovar a certeza
de momentos de amor
passados, mas relembrados
nas asas esvoaçantes
do colibri numa flor.

Saudade, eterna lembrança
de quem um dia a seu lado
tomou espaço cativo
amarrando em belo laço
almas ligadas no amor.

Não chore por quem se foi!
Não chore por ter saudade!
Que seja sempre bem-vinda
por trazer-lhe a paz bendita
e ao coração... mansidão.

E quando a lágrima teima
em correr como cristais
que sejam mananciais
lá de um cantinho do céu
renovando o momento
que, apesar de estar ao léu
é agora, eternizado
numa nuvem azulada
que paira acima da dor
num bailado de amor.
c                          omente

79 comentários:

  1. Não resta dúvida de que quem escreve como Cida, vive o que poetisa, pois a poesia, “É vivência e paixão”(Vigne), arte que se faz com palavras utilizando uma fértil imaginação. Em “lágrima (...) como cristais”, Vilas Boas vale-se da metáfora para colorir o seu pensamento. Isso é Literatura: invenção. Mas como todo invento parte da realidade, esta arte nos faz entender melhor a vida, até mesmo quando se fala em uma saudade inalcançável.

    ResponderExcluir
  2. Felipe 2°P Letras30 de agosto de 2012 04:18

    A originalidade de artista abraçou Cida de forma graciosa e isso podemos ver no poema Saudades e também no poema Amigo, a vontade de diblar a negatividade do sentimento e tirar ainda algo de bom de um sentimento negativo pois Saudade também gera dor e ela tenta tirar oque é de ruim dizendo:

    ``Não chore por quem se foi!
    Não chore por ter saudade!
    Que seja sempre bem-vinda
    por trazer-lhe a paz bendita
    e ao coração... mansidão.

    E quando a lágrima teima
    em correr como cristais
    que sejam mananciais
    lá de um cantinho do céu
    renovando o momento
    que, apesar de estar ao léu
    é agora, eternizado
    numa nuvem azulada
    que paira acima da dor
    num bailado de amor.´´

    A mesma característica vemos no poema amigo:

    ``Ah! se eu pudesse, amigo
    fazê-lo entender duma vez
    que alegria tem esse poder
    de fazer esquecer o lamento
    pois todos têm sofrimento
    todos têm taças de dor.

    Seguiríamos, amigo
    os dois, a andarem ao léu
    mãos nas mãos...
    sonhos diáfanos debaixo de um véu
    ornando o "agora", esse "momento"
    sorrindo em paz com ternura de céu.´´

    ao colocarmos esses dois poemas de Cida lado a lado podemos ver um padrão em sua forma de escrever que é único de cada artista de cada poeta(isa) tornando Cida uma Poetisa da atualidade com uma característica propria em sua forma de expressão pois a originalidade é oque consagra um artista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CIDA: UMA POETISA DA ATUALIDADE

      Felipe,

      Você foi muito feliz em sua observação. Aliás, existe uma linha de pesquisa que atende a essa perspectiva: Literatura Comparada. Pode-se comparar movimentos, textos de uma geração e até mesmo de um autor, verificando semelhanças e/ou diferenças. Por esta ótica, seria uma boa sugestão de trabalho monográfico. Valeu!

      Excluir
  3. Gostei muito da poetisa, ao meu entender ela é muito sentimental.

    ResponderExcluir
  4. PROFESSOR,POR FAVOR TIRE UMA DÚVIDA.
    O TRABALHO QUE 1º PERIODO DE LETRAS VAI FAZER.
    É PRA CONCEITUAR O QUE É POEMA?
    OU O QUE É SAUDADES?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimos amigos de Letras:

      A proposta é mostrar habilidade e domínio no conceito de poema e poesia, dentro do quadro proposto por Pedro Lyra (visto na aula passada). Para isso, o texto Saudade deve servir como exemplo a ser utilizado.
      Como sugestão de modelo, postei o primeiro comentário desta página.

      Excluir
  5. Cida Vilas Boas

    É UMA EXCELENTE POETISA, POIS ELA UTILIZOU A PALAVRA SAUDADE DE VÁRIAS FORMAS.
    NA 1º ESTROFE ELA FALA QUE A SAUDADE SÃO GRÃOS QUE SE LANÇA NA TERRA. QUANDO GERMINADA TRAZ AFEIÇÃO, IMAGENS ENTUSIASMO DEPOIS DE ESPALHADAS EM TEMAS ABUNDANTE POR GOTAS AGRADÁVEIS DE ORVALHO JUNTO AO CLAREAR DO DIA, PLANTADA COM CARINHO, COM AROMA AGRADÁVEL DA ROSEIRA DO PORTÃO. NA SEGUNDA A SAUDADE NÃO É MELANCÓLICA É UMA MUDANÇA CONSTANTEMENTE COM A CONVICÇÃO DE FASES COM CUIDADO QUE ACABOU DE FUNDAR-SE MAIS NAS ASAS VOADORAS DO BEIJA FLOR.NA TERCEIRA BASEIA-SE SAUDADE A UMA CASA IMORTAL, QUE DURA PARA SEMPRE, FAZENDO RELEMBRAR DE ALGO QUE UM DIA AO SEU LADO TORNANDO-SE UM PERÍODO DE TEMPO PRISIONEIRO AMARRADO EM UM LINDO LAÇO. NO 4º TRAZENDO O SOSSEGO À QUEM SE BENZEU E AO CORAÇÃO MANSO. NO 5º SEJAM AS FONTES ABUNDANTES DE UM CANTINHO DO CÉU TORNANDO-SE NOVO A CADA MOMENTO. DESSA FORMA LITERATURA É A ARTE DA PALAVRA MANIFESTA POR SENTIMENTOS ONDE SÃO UTILIZADOS PALAVRAS NO SENTIDO FIGURADO. QUE SÃO APRESENTADOS EM FORMAS DE POEMAS E POESIAS, VERSOS E PROSAS DANDO-LHE EMOÇÃO PARA O LEITOR. 6º PALAVRA OLHANDO APENAS PARA SE MESMA.7º AS MELHORES PALAVRAS NA MELHOR ORDEM.
    CONCLUSÃO: CONFORME FOI APRESENTADO QUE, LITERATURA É A ARTE DA PALAVRA QUE BUSCA O SENTIMENTO EM SEU SENTIDO FIGURADO PUDE COMPREENDER QUE ATRAVÉS DO POEMA DA POETISA CIDA VILAS BOAS QUE PODEMOS UTILIZAR AS PALAVRAS DE VÁRIAS FORMAS CUJO O OBJETIVO É PASSAR PARA O LEITOR A SUBLIME IMAGINAÇÃO.

    GLAUCO FERNANDO SANTANA FILHO

    ResponderExcluir
  6. Ótimo e lindíssimo poema... Envolvente e completo, analisando os diversos ângulos do sentimento atordoador, que vem a ser a saudade, de uma forma totalizada, agradável e leve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Anna:

      A poesia é contraditória em si mesma: atordoadora mas agradável e suave!

      Excluir
  7. Como poesia é a atmosfera da beleza,dela surge o poema feito de palavras.Cida Vilas Boas soube em seu poema acalentar quando se estar sofrendo por saudade,ela foi muito emotiva também muito meiga pois a dor da saudade machuca,ela reuniu as palavras certas como também as metáforas.Como por exemplo:E quando a lágrima teima
    em correr como cristais
    que sejam manancias
    lá de um cantinho do céu...
    Manacial é fonte de vida e os cristais que cairem do seu rosto cessarão seu sofrer.Pois o poema é As melhores palavras na melhor ordem. (Coleridge).
    Assim sendo considero este poema um acalento,belo e litérario que pode trazer ao leitor um novo meio de imaginar a saudade.

    Jane Kelly Barbosa De Andrade.1°Período de Letras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem,Jane:

      Seu comentário atende ao proposto: conceito de poema e/ou poesia, fragmento do poema e citação de um teórico.

      Parabéns!

      Excluir
  8. Nesse poema a autora, Cida Vilas, define poesia poeticamente, mostrando que ela é viva, falando de coisas do passado até do dia-a-dia, da natureza e de sentimentos. A poetisa tem estilo próprio e transmite emoção e dor, toca a sensibilidade como, por exemplo:
    Saudade, eterna lembrança
    de quem um dia ao seu lado
    tomou espaço cativo.
    “A poesia é emoção recolhida em tranqüilidade” (Wordsworth).
    Entretanto o poema é uma obra literária, na qual tem sentido figurado e fruto da imaginação, exaltando o belo. Já a poesia traduz em palavras a maneira que o poeta observa o mundo, caráter do que emociona assim como o poema saudade.

    Rosane Edivane dos Santos 1º período de Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Rosane:

      Esta é a linha esperada: um texto que discuta o poema e a poesia partindo de um ponto de vista de um teórico, como Wordsworth.

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandra Daniele:

      Seu comentário está bom mas pode ficar melhor.
      Dica: a citação “estrela que leva a Deus” deve ter um relacionamento maior com o fragmento escolhido de Cida.

      Excluir
  10. POESIA EVOCA SENSAÇÕES,IMPRESSÕES E EMOÇÕES POR MEIO DE RITMOS,SONS E HARMONIAS QUE SÃO ESSENCIALMENTE METAFÓRICOS.
    O POEMA APRESENTA OBRAS LITERÁRICAS EM VERSOS FEITOS DE PALAVRAS.
    COMO A POETISA CIDA VILAS BOAS DESCREVEU EM SEU LINDO POEMA,SAUDADE É UM SENTIMENTO QUE NOS TRAZ RECORDAÇÕES INESQUECÍVEIS DE ALGUÉM QUE UM DIA ESTEVE SEMPRE PRESENTE EM NOSSA VIDA.
    COMO EXEMPLO: SAUDADE,ETERNA LEMBRANÇA
    DE QUEM UM DIA A SEU LADO
    TOMOU ESPAÇO CATIVO
    AMARRANDO EM BELO LAÇO
    ALMAS LIGADAS NO AMOR.
    LEMBRANÇA É A CAPACIDADE HUMANA PARA RETER E GUARDAR O TEMPO QUE SE FOI,SALVANDO-O DA PERDA TOTAL.ENTÃO O POEMA É VIVÊNCIA E PAIXÃO (VIGNY).
    POR ISSO ESTE BELISSIMO POEMA LEVA ATÉ O LEITOR QUE SAUDADE É ALGO QUE SENTIMOS EM CERTOS MOMENTOS DA NOSSA VIDA E DE CERTAS PESSOAS QUE PASSARAM POR ELA.
    CÉLIA MARIA DA SILVA SANTOS - 1º PERIODO DE LETRAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia Maria:

      O seu conceito de poesia ainda não está firme. Mas o restante do texto atende ao que se pede, inclusive ficou muito bem colocada a citação de Vigny.

      Já o comentário de Ana Cátia, além da necessidade de se utilizar também letras minúsculas, precisa terminar o pensamento com “as palavras dela” e não com uma citação.

      Excluir
  11. Respostas
    1. As citações precisam fazer sentido com a temática do poema

      Excluir
  12. Emotiva em seu poema,utilizando a arte de transformar palavras que soam dor,em pensamentos que elevam o prazer de relembrar quem se foi.
    VILAS BOAS: "Não chore por quem se foi!
    Não chore por ter saudade!
    Quando a saudade não cabe no peito,transborda nos olhos e exprime o belo e exuberante reacender da fogueira da saudade,pois,"Para estar junto não é preciso estar perto,e sim do lado de dentro"(LEONARDO DA VINCI).
    Entretanto,o poema é um objeto literário com existência material concreta,a poesia tem caráter imaterial e transcedente.
    DANIELLE SANTOS LINS,1º PERÍODO DE LETRAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso utilizar um teórico da literatura. Da Vinci é um pintor e o texto dele não trata nem de poema nem de poesia.

      Excluir
  13. No sentido etimológico poesia é utilizada por fins estéticos e o poema é uma concepção que permanece visionaria dentre as obras artísticas utilizando de uma metáfora bem explicitas.
    Como também o uso do tema notificando uma variação de característica envolvendo o leitor a uma situação ampla no sentido de lembranças ela é bem convencional em suas definições de saudades porém ainda é um ser bem convicto nas suas emoções como por exemplo:
    Saudade não é tristeza
    é renovar a certeza
    Dentre o conceito é notável que Ramam Jakobson diz que: A mensagem é voltada para a mensagem por isso lembranças "saudades" a quem sente e transforma em uma forma de lhe dar com os sentimentos com mais desenvoltura e responsabilidade reconhecendo que sempre vai ter boas lembranças e nunca o ultimo verso.


    Deyzeanne Roque
    Aluna do curso de Letras 1° Período

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conceito de Jakobson foi muito bem escolhido, mas pouco explicado, tornando o argumento falho.

      Excluir
  14. Felipe 2°P Letras3 de setembro de 2012 21:06

    Emotiva em seu poema,utilizando ``a arte de transformar palavras que soam dor,em pensamentos que elevam o prazer de relembrar quem se foi.´´ (DANIELLE SANTOS).

    eu vi as definições sobre os poemas de Cida mas não vi nada que chegasse
    exatamente no que eu senti com relação aos poemas mas você chegou lá Daniele
    conseguiu colocar suas palavras perfeitamente nesse trecho. Continue
    assim que tu tens futuro...




    ResponderExcluir
  15. Humberto Lucas, 1º P. Letras 04 de setembro 2012


    De acordo com o que foi apresentado nas aulas de Letras, pude entender que a Literatura é a arte da palavra, de expressão momentânea da comunicação. Na análise da poesia de "Saudades" de Cida Vilas Boas, na sua 1ª estrofe - Saudades são sementinhas... Como também na 5ª estrofe - a lágrima teima em correr como cristais..., a autora do poema usou sentidos figurados para passar na sua visão de falar aquilo que o seu coração sentiu. Já o poema de Cecília Meireles em - Retrato - na sua 1ª estrofe - Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo - e na sua 2ª estrofe - Eu não tinha estas mãos sem força, tão paradas e frias e mortas - a escritora faz alusão de algo material, concreto, ou seja, aquilo que ela realmente estar vendo. Há, nas duas autoras, gêneros literários diferentes. Cada uma expressando de formas distintas com o objetivo de passar para o leitor da melhor maneira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Humberto:

      Como interpretação textual, suas observações estão corretas. Mas queremos mais: Conceito de poema/poesia, citação de um teórico, do poema e conclusão

      Excluir
  16. Renata Patricia 1° período de letras4 de setembro de 2012 10:10

    Cida Vilas boas escreve em um poema toda a magia dos sentimentos trazidos através da poesia quando fala em um de seus versos a metáfora :’’ E quando a lágrima teima em correr como cristais que sejam mananciais lá de um cantinho do céu.” Lágrimas essas que sejam belas como um cristal e límpida e suave como as águas de um manancial. E como já dizia WORDSWORTH ‘’É emoção recolhida em tranqüilidade’’. Assim é o poema ‘’ Saudades’’ de Cida Vilas Boas, emotivo ao mesmo tempo que traz a tranqüilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata:

      Seu texto ficou muito bom: em poucas palavras disse tudo, atendendo ao que pedimos, à luz da Teoria Literária.

      Excluir
  17. Igara Ramos da Silva 1° período de letras


    Diferentemente do poema – este que se caracteriza por ser um texto escrito em versos agrupados em estrofes – a poesia é a essência emotiva de todas as coisas. Deste modo, poderíamos afirmar que ela é a alma do poema. Poesia não é a palavra em si, mas o que esta transmite, o que esta sugere ou faz surgir. Assim sendo, do poema Saudades de Cida Vilas Boas observamos que o mesmo reflete uma “emoção recolhida em tranqüilidade”, traduzindo mesmo a função da poesia, como bem quis Wordsworth. Em versos como “não chore por quem se foi, não chore por ter saudade, que seja sempre bem-vinda, por trazer-lhe a paz bendita, e ao coração... mansidão”, fica explicitamente clara toda a emoção projetada, toda a lembrança sentida e que fora colhida com mansidão e tranqüilidade. Portanto, a poesia reflete o sentimento do próprio poeta, neste caso, da poetisa e as palavras são apenas um meio para tal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igara:

      Parabéns pelo seu comentário!
      Você atendeu a todos os requisitos que eu esperava.

      Excluir
  18. Aline Silva Carneiro, 1 P .Letras 04 de setembro 2012



    A poetisa Cida Vilas em seu poema "SAUDADE"sentimentos e lembranças que ficam em nossas vidas.saudade que fica dependendo ou não se foi bom o passado,o que importa e sentir saudade por trazer pensamentos e momentos que ficam eternizados em nossas vidas, como ela diz por exemplo: Saudade não é tristeza
    é renovar a certeza
    de momentos de amor
    passados,mas relembrados...
    ela usa nesse poema metáfora,expressa sentimentos paixão em nossas vidas que ficam marcados.'Lembrança é a capacidade humana para reter e guardar o tempo que se foi,salvando-o da perda total'.(Vigny) Eu considero esse poema que nos traz lembranças saudades que sentimos ao imaginar o passado,um belo Poema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline:

      Faltou encaixar melhor o pensamento do teórico sobre poema/poesia.

      Excluir
  19. Embora a tônica desse espaço seja o conceito de prosa e poesia, fugirei a especificidade para trazer a tona outras questões. A poetisa parece carregar nossas doces lembranças a alegrias de sentimentos vividos, até mesmo os nãos vividos, para tanto a mesma usa metáfora como de igual modo paradoxos, na tentativa de tornar o doloroso em “gotas suaves”. Bob Marley ao falar de saudade definiu-a como “um sentimento que quando não cabe no coração, escorre pelos olhos”. Para Quintana, “O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...”. Seguindo a mesma linha de pensamento de Vilas Boas, Peninha diz que a “Saudade é melhor do que caminhar vazio”. Embora a poetisa se esforce para tornar o amargo em suave, a mesma deixa transcorrer em seus versos o amargo da saudade, quando no primeiro verso da segunda estrofe ela fala “Saudade não é tristeza” é como se admitisse que esse sentimento, senão nela mais em outro eu seja tristeza. No segundo verso dessa mesma estrofe ela fala de renovação de certeza. Que certeza será renovada? De outros momentos? Que garantia se pode ter que essa saudade não traga tristeza? Na quarta estrofe, primeiro e segundo verso a poetisa diz “ Não chore por quem se foi! Não chore por ter saudade!”. Como não chorar por quem se foi se essa mesma poetisa admite que, “Saudade, eterna lembrança de quem um dia a seu lado, tomou espaço cativo, amarrando em belo laço, almas ligadas no amor”. Parece-me que o paradoxo no intimo da poetisa é maior do que seus argumentos de que a saudade são “gostas suaves.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo Neilton:

      O seu comentário é deveras encantador. Poético, inclusive. Fato este que engrandece o espaço que reservamos para tal discussão. Mesmo reconhecendo a fuga ao tema do debate, sua contribuição é valiosíssima no sentido de aprofundarmos o estudo da gênese poética.

      Excluir
  20. Andréa Daniele/ 1° Período de Letras4 de setembro de 2012 12:40

    O modo com que os artistas expressam seus sentimentos de forma encantadora levando o público a refletir o pensamento pelo qual o autor teve a intensão de passar através de versos, é definido como poesia, o qual embeleza o poema que é todo o texto.
    Uma brilhante poetisa revelada na Famasul é Cida Vilas Boas, a qual se mostra emotiva, em seus belos versos expressos, no poema saudades:
    E quando a lágrima teima
    em correr como cristais
    Referindo-se, no entanto, a falta das boas lembranças às quais trazem alegria em nosso coração no momento em que estamos as refletindo, como define keats “uma alegria eterna”, contudo usufruir desses pensamentos nos faz sentir uma imensa vontade de chorar, lágrimas essas, transparentes e brilhantes como cristais. Esse contexto nos leva então a perceber a poesia que há nesses versos.
    Desse modo a poesia surge nos momentos mais emotivos da vida de um artista tocando intensamente no intimo do publico que a ler, transmitindo assim uma energia contagiante, energia essa, boa ou ruim, triste ou prazerosa. Levando em consideração que o poema de Cida nos passa algo prazeroso, pois sentir saudades de boas lembranças é algo satisfatório, a mesma justifica isso em seu poema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andréa Daniele:

      Seu comentário ficou bom mas ele pode chegar ao excelente se der uma melhorada nas três primeiras linhas de seu texto.

      Excluir
  21. Para Cecília Meireles a poesia é definida como “as palavras na melhor ordem”, assim, é possível entender que o texto de Vilas Boas ao tratar da temática “Saudade” vem confirmar de forma clara o conceito de poesia definido pela aquela e também poetisa, isso por considerar que Vilas Boas, Vida Boa, Boa Vida, ao falar de saudade de forma graciosa e por meio de metáforas, tal forma também é defendida por Nicolas, o qual diz que a “intenção do emissor está voltada para a própria mensagem, com as palavras carregadas de significado, veja-se, portanto os versos de Vilas Boas “E quando a lágrima teima - em correr como cristais - que sejam mananciais - lá de um cantinho do céu”, a poetisa faz uma bela ligação entre a palavra “lágrimas” e “...cantinho do céu”, tal ligação leva o leitor ao entendimento de que manancial, palavra que no sentido original quer dizer, fonte de água saudável e pouco encontrada, agora é lida como algo de maior valor, isso porque, sua origem é celeste, especialmente quando se trata da expressão “cantinho”, que não um lugar qualquer, mas um cantinho como lugar especial, “cantinho do céu”.

    Missilene Fernandes da Silva - 1º Período de Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Missilene:

      Embora seu texto esteja bem escrito, é preciso que as citações sejam discutidas durante o comentário. Por exemplo, é necessário dizer em que momento do poema "as palavras se encontram na melhor ordem".

      Excluir
  22. Isabela Cristina 1° Periodo4 de setembro de 2012 15:56

    Poema é tudo aquilo que é expressado em palavras e/ou versos demonstram de forma sincronizada a definição de uma expressão...
    Com muita clareza e emoção Cida Vilas Boas escreve o que senti no poema:(Saudades).
    Saudade essa de quem se foi, saudade verdadeira, saudade de um amor, saudade de momentos que só restaram recordações afinal de contas só se sente saudade de momentos vividos e de quem se ama. Como por exemplo:
    Saudade não é tristeza
    é renovar a certeza
    de momentos de amor
    passados, mas relembrados
    nas asas esvoaçantes
    do colibri numa flor.

    Palavras olhando pra se mesmo. (Cecília Meireles)
    Por fim este poema relata um conjunto de metáforas numa união de palavras coerente.


    Curso de letras 1° Periodo
    Isabela Cristina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabela:

      Suas ideias estão boas mas é preciso melhorar a redação:
      - Poema não é tudo aquilo que ...
      - A citação de Cecília ficou solta, sem ligação com o texto anterior.

      Excluir
    2. Isabela Cristina 1° Periodo5 de setembro de 2012 12:39

      Misericórdia a coisa é mais seria do que pensei.
      Pense numa matéria boa ao mesmo tempo dificílima.
      Duas coisas podem acontecer nesse meio tempo ou eu saio com um bom aprendizado ou enlouqueço de vez.

      Excluir
    3. Toda matéria de um currículo é boa, Isabela.

      Mas tudo depende do professor e dos alunos para que haja êxito. No nosso caso, não é obrigatório este contato via internet, mas entendemos que ele é útil.

      Por outro lado, quem não participar destes debates também podem ser aprovados. Apenas aumentamos o nosso tempo fora da sala de aula.

      Eu estou muito satisfeito com as participações desta turma.

      Avante!

      Excluir
  23. Poema,poesia,para muitos é a mesma coisa.inicialmente poemas afirmar que são distintos,pois poema é apenas o texto contemporâneo ou tradicional,mas poesia é a alma,a essência do poema,que podemos observar,claramente em um verso do poema saudade de Cida Vilas Boas:
    “Saudade são sementinhas
    de amor,sonho e paixão.”
    È fácil perceber que a poetiza usa em seu poema metáfora,sentido figurado,assim como(SHELLY) explica que poesia é “a expressão da imaginação”.Este pensamento mostra claramente que usamos imaginação para unimos a poesia existentes no nosso subconsciente,ao poema feito com técnicas usando “as melhores palavras na melhor ordem”(COLERIDGE).Enfim,poema é a arte da palavra, a parte escrita,texto escrito,feito com técnicas,já poesia é o que sentimos através da leitura de um poema e nos emocionamos.



    Leandra Daniele

    período de letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandra:

      Gostei muito de seu texto mas tenha cuidado com a digitação, pois muitas palavras se encontram sem espaço entre elas.

      Excluir
  24. Como defini poema e poesia? Como distinguir, portanto, algo que a tão pouco parecia ter o mesmo sentido? Apesar de soar como palavra que tem igual significado, poema é a escrita, a palavra em si podendo ser expresso de uma maneira tradicional em forma de verso ou prosa por muitas vezes em rima; quando contemporâneo, se manifesta livre de regras, mas mantem sempre seu sentido figurado.
    A poesia, no entanto está vinculada ao sentimento, a algo abstrato não sendo exclusividade da literatura, pois nela não consiste palavra.
    Vilas Boas em um de seus poemas, aqui destacado: “Saudade”, demonstra ser bem emotiva. Nos versos: “Saudade eterna lembrança”, a poetisa está usando o sentido metafórico, onde revela sentimentos em suas palavras envolvendo leitor numa singela poesia.
    Ressalto aqui o grande poeta inglês John Keats que brilhantemente menciona alegria, felicidade e tristeza em alguns de seus poemas; deixando-nos versos puramente inspirados, quando define poesia como “uma alegria eterna” ele está poeticamente usando uma metáfora.
    Assim como Keats, a autora de “Saudade” usa termos semelhantes, quando ela diz no verso 15 “Saudade eterna lembrança” está soando a poesia em suas palavras.

    Marta Ramos
    1º período de letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem, Marta:

      Você mostrou que entendeu o assunto e sabe se posicionar a respeito do tema.
      Parabéns!

      Excluir
  25. Felipe 2°P Letras4 de setembro de 2012 18:03

    caramba !!! esse primeiro período ta bem empolgado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá vendo, Felipe? Tudo começou no semestre passado. Você foi um dos primeiros a articular o pensamento poético neste blog. Depois, a coisa pegou embalagem.

      Excluir
  26. CIDA VILAS, mostra que literátura é a arte da palavra, onde no poema saudades ela trabalhou muito bem, o sentido figurado,metáforas, as melhores palavras na melhor ordem, envolvendo seus sentimentos e suas emoções.SE FAZ COM PALAVRAS E NÃO COM IDÉIAS,(MALLARME). E assim podemos ver na poétisa CIDA VILAS BOAS, ela, manifesta seus sentimentos e sua emoção, e com isso ela nos mostra que a SAUDADES é uma pequena porção de amor ausente que alguém deixou em seu coração a ocupar mais um importante lugar é a certeza constante de ter encontrado a felicidade ainda que em pequenos momentos dos quais muitos ainda não sabem valorizar. VEMOS que ela usou sua originalidade na suas palavras, e sua sensibilidade no poema, deixou a essência da poesia correr solta em cada verso do poema, saudade, expressando e liberando, tudo o que sente seu coração, conhecendo ou não a situação,a poesia abriu nesse poema, uma tela colorida, onde, CIDA VILAS,pode se endentificar quando em seu poema ela diz:

    "Saudades não é tristeza é renover a certeza
    de momentos de amor passados."

    "Saudade, eterna lembrança de quem um dia
    a seu lado tomou espaço cativo."


    Com base nessas características persuasivo a dizer que o texto
    lido é um poema onde a outor (a) se deixa levar por uma saudade, que ensiste em doe
    mas que ela não desiste de sentir é tão saudade...

    Ana Cátia-1º período de letras

    ResponderExcluir
  27. Como conceituar poema e poesia?
    O poema é feito com palavras, sejam elas escritas ou faladas; é um texto que se apresenta em versos. Porém, a poesia é a essência do poema e nasce antes de criar-se um texto poético.
    A poetisa Cida Vilas Boas escreveu o poema “Saudades”, nele a autora usa sutileza e emoção nas palavras quando diz:
    “Saudades são sementinhas
    de amor, sonho e paixão
    Defendendo assim a citação de Coleridge “as melhores palavras na melhor ordem”. Sendo assim, Cida Vilas Boas contribui com a literatura, em seus poemas enriquecidos com o sentido conotativo em seus versos doces e delicados, firmando ainda mais a arte da palavra.
    1º Período de Letras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe 2°P Letras5 de setembro de 2012 12:31

      Genia !! falou suficientemente bem... :D

      Excluir
    2. Concordo com Felipe.
      Se ele disse que está bom, tá bom mesmo!

      Excluir
  28. Poema são palavras interrelacionadas que o poeta utiliza para descrever algo da alma. A poesia é o sentimento contido dentro do poema. Cida Vilas Boas soube muito bem expressar-se no poema saudade deixando evidente ser uma ótima poetisa. Deixando transparecer na segunda estrofe que saudade não é só angustia, mas também é um sonho resguardado de amor e paixão. Acredito que o poema saudades nos revela outras maneiras de entender este lindo sentimento.

    Djane Maria
    1º Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe 2°P Letras5 de setembro de 2012 12:50

      seu comentário é muito bom pra se iniciar um debate que já foi feito por mim professor Ademmauro e professor Ricardo sobre Inspiração e técnica quando você diz:
      ``Poema são palavras interrelacionadas que o poeta utiliza para descrever algo da alma.´´
      Tem uma música de Cassia Eller que diz ``eu sou poeta e não aprendi amar´´ eu viajo nessa música.
      Como escrever sobre amor sem amar ? como escrever sobre saudade sem ter amado algo ou alguém ?
      Para isso o poeta usa a técnica, eu lembro que uma vez no debate em que citei estava eu defendendo o uso da técnica sem a inspiração e o professor Ricardo Guerra disse que poema sem inspiração não era poema porque não tinha sentimento, e até hoje defendo o lado da técnica, pode existir a inspiração que for, sem técnica não vai conseguir compor. Quando vc disse que: `` o poeta usa pra descrever algo da alma´´ eu lembrei desse debate e acredito que nem sempre o poeta use da ``alma´´ pra compor, acredito também que seja muito mais da técnica doque oque chamam de inspiração.

      Excluir
    2. Também gostei de seu comentário, Djane. Mas para provocar o efeito no que nós propomos, é bom incluir a citação de um autor.

      Excluir
  29. Definir literatura as vezes não parece ser fácil, ela é considerada uma arte que pode criar e recriar textos, podendo ser escrita em verso e prosa.
    Cida Vilas Boas em seu poema deixa marcas de um sentimento que marcou sua vida, e que hoje se resume em apenas lembranças.
    Amarrando em belo laço almas ligadas no amor (antes estavam juntos e hoje se veem separados).
    “Vivência e Paixão”. (Vigny); (a poetisa vive uma paixão que passou em sua vida e deixou marcas, que apesar de não estar ao lado de seu amor ela vive tentando superar a perda).
    Ela mostra ser bem tranquila apesar de sofrer por uma paixão que teve fim, mas que não foi esquecida.
    Paloma Sena
    1 º Período de Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua análise, Paloma, começa a se aprofundar. Parabéns!
      Melhore somente a forma textual, evitando tantos parênteses. Use mais conectivos.

      Excluir
  30. A literatura é a arte de criar e recriar textos. É ir além daquilo que podemos enxergar, olhar pra algo de um modo diferente não só olhar,mas também sentir.
    A poetisa no poema expressa seus sentimentos mais profundos como se tivesse com saudade do seu amor, que acabou e a única coisa que restou foi à saudade.
    E em dois versos que ela diz:“e quando a lágrima teima em correr como cristais”(quando não suportamos a dor da saudade, não conseguimos disfarçar,choramos).
    Emoção recolhida em tranquilidade. (Words Worth). Que apesar de Cida Vilas Boas está conformada em apenas tê-lo em suas lembranças.
    Podemos identificar que a poetisa expressa seus sentimento de saudade com tranquilidade, pois pra ela o que importa não são os momentos felizes acabados, mas sim ela saber que um dia esse bons momentos existiram.
    Geicyelly Ellany
    1° Período de letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, Geicyelly, pelo seu texto. Mas ele pode ser melhorado se antes de "Emoção recolhida..." tiver uma(s) palavra(s) que ligue(m) o pensamento anterior.

      Excluir
  31. É uma excelente poetisa, pois ela utilizou a palavra saudade de várias formas.
    Na 1ª estrofe fala que a saudade são grãos que se lança na terra. Quando germinada traz afeição, imagens, entusiamo depois de espalhadas em terras abundantes por gotas agradáveis de orvalho junto ao clarear do dia, plantada co carinho, com aroma agradável da roseira do portão. Na 2ª estrofe a saudade não é melancólica é uma mudança constantemente com a convicção de fases com cuidado que acabou de fundar-se mais nas asas voadoras do beija-flor. Na 3ª estrofe baseia-se saudade a uma casa imortal, que dura para sempre, fazendo relembrar de algo que um dia ao seu lado tornando-se um período de tempo prisioneiro amarrado a um lindo lanço. Na 4ª estrofe trazendo sossego à quem se benzeu ao coração manso. Na 5ª estrofe sejam as fontes abundantes de um cantinho do céu tornando-se novo a cada momento.
    Poema: Composição poética de certa extensão, com enredo.
    Poesia: É a arte de escrever em versos, por extensões, através da inspiração e do envolvimento com o sentimento do belo.
    Conclusão: Conforme foi apresentado que, literatura é a arte da palavra que busca o sentimento em seu sentido figurado. Pude compreender que através do poema da poetisa Cida Vilas Boas, que podemos utilizar a palavra de várias formas, cujo o objetivo é passar para o leitor a sublime imaginação.

    Glauco Fernando Santana Filho. 1º período de Letras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alisson Jader ou Glauco Fernando!!??

      A proposta desta atividade não é para interpretar o texto mas para analisar algum aspecto dele, envolvendo elementos da teoria literária, como poema, poesia e referências. Por isso, não se faz necessário analisar estrofe por estrofe.

      Excluir
  32. Aluna: Andreia Ferreira de Lima Gomes
    1° Período de Letra

    Poesia é a beleza, essência a qual pode predominar ou existir, ou não mais o que caracteriza a poesia e o fingimento o poeta faz uso imaginário dando vida a seres e coisas,um mundo de fantasia. O poema é um texto literário escrito em verso Ex: Luíza- Tom Jobim.
    O texto saudades de Cída Vilas Boas trata da perda de alguém que já partiu e foi muito importante, grandes lembranças momentos bons de alegria e muito afeto estará presente em seus pensamentos Ex: verso, saudades eterna lembrança. por tanto posso dizer que esse texto é comotativo a altora utiliza palavras no sentido figurado podendo assim ter interpretações diferentes de individuo para outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe 2°P Letras6 de setembro de 2012 00:17

      eu discordo vou colocar aqui o porque...

      ``o que caracteriza a poesia é o fingimento´´ nem sempre ai depois vc diz:
      ``o poeta faz uso imaginário dando vida a seres e coisas,um mundo de fantasia.´´
      eu nao entendi oque voce quer dizer, porque a gente tem muitos exemplos de poetas
      que escrevem sobre a realidade.

      "O Bicho

      Vi ontem um bicho
      Na imundície do pátio
      Catando comida entre os detritos.

      Quando achava alguma coisa,
      Não examinava nem cheirava:
      Engolia com voracidade.

      O bicho não era um cão,
      Não era um gato,
      Não era um rato.

      O bicho, meu Deus, era um homem." (Manuel Bandeira)

      Esse poema trata da realidade da miséria no Brasil obviamente há um lado conotativo da metáfora
      mas nada que seja fantasia, trata-se da realidade que vivemos.
      Eu ainda não li um poema que não tenha uma realidade, mesmo que essa realidade seja pessoal.
      Quanto a questão do figimento isso fica praticamente indefinido por que o artista
      que possui uma afiada técnica pode escrever sem estar sentindo oque ele escreveu, no caso de Cida a gente percebe que ela faz seu poema como se estive-se nos ensinando a lidar com o sentimento que ela senti ou sentiu por ser uma pessoa vivida ou seja, Cida compõe sem fingimento.
      Se você olhar os outros poemas vai ver que ela leva a sinceridade em cada verso então concluindo essa parte se o poeta for bom você nunca saberá se ele esta fingindo ou não então não entra na definição de poema e poesia a questão do fingimento do artista.

      "À altora utiliza palavras no sentido figurado, podendo assim ter interpretações diferentes de um individuo para outro."

      Eu acho que este poema não deixa espaço para outras interpretações
      porque apesar de esta em uma forma quase 100% conotativa
      ele é bem direto com relação ao sentimento descrito
      é uma descrição única do sentimento saudade.

      ``Poesia é a beleza, essência a qual pode predominar, existir ou não.´´

      acho que você começou bem mais faltou uma base de conhecimento
      pra fazer afirmações mais firmes, aprecie meu comentário
      e quando usar exemplos coloque fragmentos do artista
      ou poeta para melhor apreciarmos seu comentário.

      se quizer usar o que eu postei e dar uma definição melhor
      seria muito bom, tudo de bom e abraços...

      Excluir
    2. Felipe 2°P Letras6 de setembro de 2012 00:51

      só uma correção na parte ali em cima onde eu falo:
      se o poeta for bom você nunca saberá se ele esta fingindo ou não
      ai antes eu digo que cida compoem com sinceridade sem fingimento
      oque eu quero dizer e que ela optou por compor dessa forma sincera mostrando seu sentimento em sua obra é óbvio que ela e uma excelente poetisa.

      Excluir
    3. Felipe 2°P Letras6 de setembro de 2012 00:54

      tanto fingimento quanto sinceridade quanto realidade e questão de opção do artista.

      Excluir
    4. Andreia Ferreira:

      Suas ideias são boas e válidas, mas o texto está muito fagmentado. Primeiro, como o espaço é pequeno, você poderia citar mais Cida em vez de Tom Jobim.
      Outro ponto é que a poesia não é caracterizada pelo fingimento, ou seja, o que marca o poema é o sentido figurado. Além do mais... cadê a citação sobre poema/poesia?

      Excluir
  33. Poema é um texto q se faz com palavras se apresenta em verso e pode ser recitado. Já a Poesia é a essência e beleza do poema onde podemos expressar nossos sentimentos.
    Assim com, o poema de Villa Boas: Que expressa em seu poema certa “maestria”, de que a saudade é um sentimento PRAZEROSO, é lembrar-se de momentos que se passaram não com a certeza de que não irão acontecer novamente, mas sim com a felicidade de que um dia eles puderam ter acontecido como mostra esse trecho do poema:
    Saudade, eterna lembrança
    de quem um dia a seu lado
    tomou espaço cativo
    amarrando em belo laço
    almas ligadas no amor.
    Bem com a frase de Keats “Uma alegria eterna”.
    Portanto, esse poema mostra que a saudade é de certa forma, algo no qual convivemos diariamente, utilizando-se dela pra seguir-mos adiante, e nunca com o pensamento de regredir e tentar vivenciar novamente, apenas com a sensação prazerosa de que ACONTECEU.
    Maria Eduarda 1º Periodo Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe 2°P Letras6 de setembro de 2012 00:21

      Muito bom Eduarda Gostei !! :D

      Excluir
    2. Maria Eduarda:

      Faltou somente "mastigar" mais "uma alegria eterna" durante seu comentário.
      Mesmo assim, parabéns!

      Excluir
  34. Poesia é a arte, palavra, fruto da imaginação no sentido figurado, são metáforas ou suposições que podem ser apresentadas em forma de versos. Trata-se da forma que observamos e identificamos termos literários, como podemos destacar o trecho de Cida Vilas Boas:
    Saudades, eterna lembrança
    De quem um dia a seu lado
    Tomou espaço cativo
    Amarrando em belo laço
    Almas ligadas no amor.

    Nesses versos a autora expressa o sentido figurado da palavra saudades através do imaginário, onde ela fala de alguém que foi seu amor e que esteve ao seu lado, e esse amor era tão forte que eles estavam ligados um ao outro como se estivessem amarrados por um laço, porém agora resta apenas um sentimento, uma eterna lembrança.
    Podemos assim comparar os versos de Cida Vila Boas, com a poesia de Ezra Pound ‘’a expressão da imaginação’’ ambos falam de vida, cotidiano, amor e paixão. Usando sempre o sentido figurado.

    josé cicero da silva 1 período de letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem elaborado o seu comentário, José Cícero.
      Parabéns!

      Excluir
  35. A poesia é a essência do poema com palavras que despertam os mais profundos sentimentos, que tocam nossas almas e causam emoções, assim é a poesia de Cida Vilas Boas, desperta lembranças de algo que se foi, mas que vale ser relembrado, e a certeza de que bons momentos foram vivenciados. Quando a poetisa cita em sua poesia esses versos:
    Saudade não é tristeza
    é renovar a certeza
    de momentos de amor
    passados, mas relembrados
    Logo me faz lembrar da poesia de Chiller que diz assim:
    “Uma força divina e misteriosa que age de maneira incompreendida”.
    Assim é a poesia saudade, pode ser comparada com uma força misteriosa que foge de nossa compreensão, na poesia de Cida mostra que saudade é tudo aquilo que se foi,que está longe do nosso alcance, do olhar, perto do pensamento, dentro do coração, é dor do afastamento mas que pode ser visto como uma lembrança boa de um amor do passado.Ela mostrou o lado positivo da saudade,Cida transmitiu a mais pura emoção,o sentido figurado usado por Cida criou um mundo de fantasias fruto da imaginação que nos fez viajar durante a leitura da poesia Saudade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário excelente! Parabéns,Eliane Eloi!

      Excluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliane,

      Este "seu" comentário também está muito bom. É ler um para lembrar do outro!

      Excluir
  37. Fabio Henrique 1º periodo de letras6 de setembro de 2012 21:15

    A poesia de Cida Vilas Boas, “saudades” nos faz refletir e desperta em nós a essência das emoções que sentimos, de momentos que não passam despercebidos, são palavras carregadas de magia. Quando Cida, em sua poesia saudade nos transmite esses dois versos:
    Não chore por quem se Foi!
    Não chore por ter saudade!
    Me faz pensar ou até mesmo comparar com a poesia de Wordsworth:
    “Emoção recolhida em tranqüilidade”. A intensidade das duas poesias nos transmite emoções. O ritmo dos versos estruturados de forma armoniosa é uma manifestação de beleza que inspira o poeta fazendo assim um bombardeio de palavras no sentido figurado.

    ResponderExcluir
  38. Humberto Lucas, 1º P. Letras

    De acordo com o que foi apresentado nas aulas de Teoria Literária, o entendimento é que a Literatura é a arte da palavra, de expressão momentânea da comunicação.Na distinção entre poesia e poema, pode-se assim escrever: a) A Poesia- é expressa através das emoções e sentimentos , como diz SHELLY ( é a “expressão da imaginação”). Exemplificando melhor , na poesia "Saudades" de CIDA VILAS BOAS, em sua 1ª estrofe - Saudades são sementinhas... como também na 5ª estrofe - a lágrima teima em correr como cristais..., a autora do poema usou sentidos figurados para passar na sua visão de falar aquilo que ela imaginou , aquilo que o seu coração sentiu. b) No poema – que expressa um texto concreto – citando CECILIA MEIRELLES em – “Retrato” - na sua 1ª estrofe - Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo... - e na sua 2ª estrofe - Eu não tinha estas mãos sem força, tão paradas e frias e mortas ...- a escritora faz alusão de algo concreto, ou seja, aquilo que realmente estar se materializando na sua vida. Finalmente, diante do exposto acima , ratifica-se que há diferença entre ( poesia e poema ), buscando os escritores transmitirem para o leitor determinadas ideias e visões por meio da linguagem.

    ResponderExcluir