28 de novembro de 2012

A POESIA DE NINAH


A poetisa Ninah esteve no 1º Período de Letras da FAMASUL (28.11.12) e fez uma brilhante explanação sobre a criação poética e sua maneira de compor. Detalhou os aspectos de seu poema Me abrace, que foi alvo e muita apreciação pelos universitários da referida turma, e tiveram a oportunidade de “entrevistá-la” coletivamente. Ela se definiu como uma poetisa que busca a liberdade e seus textos têm, como prioridade, o cunho metafórico pois, na sua visão, é elemento essencial para a poesia. Ninah agradeceu a participação dos que fizeram comentário sobre seu texto no blog e recebeu elogios, afagos e abraços.


Ninah

A POESIA INTIMISTA DE NINAH MARIA

“Posso resumir ME ABRACE como um poema repleto de poesia eminente e fluente em sua inigualável originalidade; o mesmo nos deixa respirando e espirando poesia, imaculada poesia." - Marta Roberta Ramos da Silva (1º período de Letras/2012.2)

  

NINAH é pseudônimo de Conceição, graduanda de Letras, FAMASUL, 2012, que gostaria de ter vários nomes: um para cada ciclo em que habita, um para a família, outro para os amigos, outro para os escritores. Na verdade, muitos heterônimos, como no caso de Fernando Pessoa. Única e diversa em si mesma, ela insurge com uma poesia intimista, representada por alta carga metafórica, entendida por seu eu-lírico como conturbada, melancólica, triste e complexa, mas que consegue abrir paradoxos entre a vida e a morte, entre o amor e o ódio, e a tristeza em sua quase totalidade. É a poesia onde o humano se faz presente em demasia, mas sobretudo, original.  Portanto,  como ela pede, vamos “brutalmente”, abraçá-la.


ME ABRACE (NINAH MARIA)
 "Abraça-me
Abrasa-me."
           Juareiz Correya 

Me abrace sem nenhum disfarce.
Nenhum carinho de irmão
sem nenhuma piedade
brutalmente, me abrace!

Até que tudo isso passe
até que se ponha o sol
até que eu possa ver meus dedos
dedos cobertos de neve e chuva
entre os humanos pecados, me abrace!
Porque a cidade é fria e você sabe
e eu me sinto desvairada
à mercê de me apaixonar.

Não soltes pelo frio na barriga.
Não provoque o desenlace
até que eu tenha forças
até que tudo acabe exacerbado
mesmo assim, me abrace!

A vela que se quebra do meu barco
assusta os homens
e a chaga que inflama os ossos me consome
pelos meios antigos de homem
descarado como és, me abrace
porque eu sinto vazio
e não é mais a dor que esfria a alma
é a força de braços transparentes
braços ainda dormentes
braços que se tendem afogar
totalmente desacobertados
mas ainda assim, me abrace!

Veja que eu me reviro solta
subo pelas rochas
me equilibro no escuro
é assim que eu sou
fechada em qualquer outro braço
eu não vejo o contrário
os anos me tiraram o pudor
e ainda assim eu sinto o calor depoente
que me abraça, mesmo que descrente
mais não pense!
Apenas me abrace!

Eu estou descobrindo coisas
eu estou descendo em abismos
me arriscando e saindo na escuridão
abrindo janelas
caçando borboletas.
Sou feita e cheia de partes 
que acobrem e desenrolam hastes
escondidas outrora em mim.

Eu descrevo meus versos
como se fossem linhas antigas
feitas há muito, muito tempo atrás.
Cerco de mãos vazias de braços omissos 
círculos de culpas e dores
e humanidades... 

Eu procuro em mim tuas veias 
o que de fato poderei sentir
de um dia após o outro
na ideia de dois braços
que têm mentido e negado os laços 
de minha palidez visível para o tudo que passou
sofro, pois tem sido só carne.

Antes fosse o calor que sentia na infância
mas não pense tanto como quem ama
olhe nos olhos desconfortáveis do relógio
olhe para o vidro do poeta que se parte.

No desconforto da existência, antes fosse sozinha...

Fujo em teus braços de mago e mágica.   
Me dê sua porção.
Me alugue em suas unhas
que me abrem sobre dedos, compridos, sem defeito
mas fique calado, frio e calmo
nos meios de ti... me abrace.

67 comentários:

  1. Furor fêmeo que estraçalha o íntimo do leitor.
    Parabéns, Ninah.
    Fraterno abraço, Adriano Marcena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FUROR FÊMEO (Admmauro Gommes)
      Para Ninah, a propósito do poema Me abrace
      e do comentário de Adriano Marcena

      “Furor fêmeo que estraçalha o íntimo”
      num átimo do olhar
      efêmero convite
      que busca a eternidade de um abraço
      desesperadamente.

      Última pérola do universo
      réstia de sol e sal
      que se espalha entre os lábios
      do ser de quem se espera
      um big bang.
      Ademais
      há um vazio constante
      distante de teu abraço.

      Excluir
    2. Lisonjeada professor Admmauro. Com o seu, e todos os Comentário feitos aqui. Abraços a todos. Ninah maria. LETRAS, FAMASUL.

      Excluir
  2. Professor Isac Lima13 de novembro de 2012 20:23

    Impossível desistir, desde o primeiro "me abrace", a não chegar no último sem mergulhar nas entranhas deste poema que nos abraça.

    ResponderExcluir
  3. Mais do que um simples poema... são palavras que nos levam como imãs aos sentimentos em foco.

    ResponderExcluir
  4. Provoca, confunde, intimida, seduz... são tantos aspectos carregados em um verso qualquer que o torna, o poema, tão impressionante. Há poesia nisso!

    ResponderExcluir
  5. Perdido estou, não sei nem o que vir a comentar!
    Perdido estou, bestificado diante o sentimento,
    Compartilho a intensidade do singular na pluralidade!
    Não sei o que dizer...apenas...me abraçe!

    rsrsrsrsrs...

    Parabens Ninaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah

    ResponderExcluir
  6. Ela escolheu o mais simples gesto(o abraço)para se dedicar a esses lindos versos,simples porém porque não dizer o mais sincero de todos.Parabéns linda Ninah!
    Marina Genuino, ADM.

    ResponderExcluir
  7. Daniela Soares
    Nossa adorei seu pema de uam compreensao facil e ao mesmo tempo de sentindo forte demais algo em que a alma expressa. SEXTO P. DE LETRAS FAMASUL

    ResponderExcluir
  8. 'Me abrace',posia de pedir amor, pedir carinho,pesia de dar amor e receber amor. Não importa, quem nos ofereça tal carinho. Explicitou,a poesia,o pedir do abrigo - de um abraço.Poesia muito bem vinda nos dias atuais. Parabéns!

    Donizetti Nogueira

    ResponderExcluir
  9. Apenas um abraço!
    As vezes é tudo que precisamos...
    Lindo poema! Parabéns Ninah!

    DIANA MARIA SEXTO P. DE LETRAS, FAMASUL.

    ResponderExcluir
  10. Lindo poema você é uma escritora de verdade outro abraço.
    MOZANIEL PACHECO.

    ResponderExcluir
  11. Quero compreender tamanha juventude....Sucesso!

    Luís Aseokaynha

    ResponderExcluir
  12. Parabéns! Cada momento vivido em nossas vidas além de ser único nos reserva exemplos de vida singular e que devemos como escritores repassar, parabéns! Luzes Linda.

    Cristiano Luís Bolonha

    ResponderExcluir
  13. Será um momento de solidão?Uma reação a alguma desilusão?Ou simplesmente uma inspiração para escrever tão bela poesia?

    BALDERRAMA

    ResponderExcluir
  14. É realmente uma belíssima poesia, o eu-lírico se destaca e impressiona, emociona. Aplausos.

    ResponderExcluir
  15. OS BRAÇOS TÃO ARDENTEMENTE DESEJADOS

    Poema de um romantismo sem subterfúgios; Ninah abrange de coração aberto, carência, ansiedade, amor, desamor, de forma a revelar o âmago de uma alma amorosa. Vale a pena ler "Me abrace" mesmo quando a poetisa reclama e procura em si as "veias (vida, sangue, paixão) em braços omissos, transparentes", a negarem correspondência a tão afetuoso convite. Então, há o desapontamento por sentir apenas e unicamente Carne nesses braços tão ardentemente desejados. Mas mesmo assim: "nos meios de ti... me abrace".

    Abraços afetuosos de Cida Vilas Boas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário querida. Espero Lhe conhecer em Breve. Abraços. Ninah Maria.

      Excluir
  16. Poesia é encantamento onde as palavras sugerem dizer o indizível enquanto se procura uma pista para saber o que o escritor esconde por trás das metáforas. E Ninah é especialista nisso. Embora o poeta seja um fingidor, como disse Pessoa, nas entrelinhas, Ninah se revela como quem não quer e querendo e... paft! agarra o leitor pelo braço, ou seja, pelo coração e emociona pois o labirinto sentimental de todo ser é igual e inatingível. Somente a poesia adentra esses esconderijos da alma.

    ResponderExcluir


  17. Eu estou tentando absorver melhor e com outros olhos a poesia de Conceição. Talvez seja porque eu convivi certo tempo com ela e eu vejo nas poesias a pessoa (a autora).

    Eu vejo mais um desabafo do "eu interior." Acho a poesia dela mais psicológica do que poética. Ela (as marcas da pessoalidade) aparece mais do que a poesia. Há uma excentricidade. Eu chego a escutar sua voz.
    Eu queria ver um "eu lírico"
    um macho, uma criança, uma mulher delicada,
    uma palhaça, uma humorista, uma retardada,
    uma louca,

    Talvez, seja esta a sua marca. E já possua uma característica própria.
    Como não existem moldes, nem forma, é claro que existe uma dicotomia entre a obra e o autor. MAS O POETA É UM FINGIDOR E EU NÃO VEJO FINGIMENTO VEJO VEROSSIMILHANÇA NO SENTIDO DE VERDADE DO QUE ELA SENTE SOBRE O MUNDO, SOBRE A VIDA, ETC

    ResponderExcluir

  18. NÃO PUBLIQUE COMO ANÔNIMO.

    ESCOLHA A OPÇÃO Nome/URL.

    NÃO PRECISA PREENCHER O QUADRO URL

    ResponderExcluir
  19. RENATA PATRÍCIA SILVA ALVES 1º PERÍODO DE LETRAS22 de novembro de 2012 12:46

    Emocionante, e, expressivo, é assim que posso descrever o poema “Me Abrace” da poetisa Ninah. O eu-lírico se faz muito presente, ao mesmo tempo que se mistura com as metáforas. Um exemplo de ambos são os seguintes versos: “ Eu procuro em mim tuas veias/ O que de fato poderei sentir/ De um dia após o outro/ Na idéia de dois braços/ Que têm mentido e negado os laços/ De minha palidez visível para o tudo que passou/ Sofro, pois tem sido só carne.”um desabafo triste, de que não sente o ser amado com a mesma paixão intensa que ela carrega dentro de si. Expressivos versos e emocionante poema “Me Abrace”.

    ResponderExcluir
  20. Rosane Edivane dos Santos 1º período de Letras22 de novembro de 2012 13:49

    N esse poema, Ninah Maria relata “palavras olhando apenas para si mesmas” ( Cecília Meireles). Isso quando nos seguintes versos ela diz: “Veja que eu reviro solta/ subo pelas rochas/ me equilibro no escuro/ é assim que eu sou”. Ela está descrevendo como ela é.
    A poetisa também define poesia mostrando que ela é viva, falando de sentimentos, de coisas do passado até do dia-a-dia usando a metáfora. Como por exemplo: “Eu procuro em mim tuas veias/ o que de fato poderia sentir/ de um dia após o outro/ na ideia de dois braços/ que têm mentido e negado os laços/ de minha palidez visível para tudo que passou/ sofro, pois tem sido só carne”. Nesses versos a poetisa demonstra que está a procura de uma paixão verdadeira sem mentiras, que seja diferente da paixão já vivida onde ela transmite emoção, sentimento de perda e dor,toca a sensibilidade.
    Portanto a poetisa transmite nesse poema "Me Abrace" um caráter que emociona.Uma obra literária, organizada em versos, estrofes, na qual tem sentido figurado e fruto da imaginação.

    ResponderExcluir
  21. Andréa Daniele Silva Lins22 de novembro de 2012 14:08

    Ao lermos o poema de Ninah, podemos observar a emoção e a criatividade com que ela expressa à intensidade de seus sentimentos, utilizando de metáforas, embelezando assim o poema, com uma essência encantadora: a poesia, existente no verso:
    “Olhe para o vidro do poeta que se parte”
    Referindo-se a uma poetisa triste, com o coração partido, necessitando apenas de um abraço, e por que não dizer, O abraço.
    Contudo as lindas palavras utilizadas por Ninah, toca intensamente no íntimo do público, transmitindo uma energia contagiante.

    ResponderExcluir
  22. Andréa Daniele Silva Lins22 de novembro de 2012 14:11

    I período de Letras

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Muito bem, Renata, Rosane e Andréa!

      É isso mesmo que eu espero de vocês: segurança e conhecimento teórico ao discutir um tema literário.

      Parabéns!

      Excluir
  23. Texto muito expressivo, moça... Fabio F. de Melo.

    ResponderExcluir
  24. Fernando Calaça de Lima- primeiro periodo de Letras23 de novembro de 2012 09:37

    No Poema, me abrace de ninah Maria, a mesma , pede logo na primeira estrofe, abraço apertado e firme que possa transmiti segurança. Pois é inverno rigoroso, ela esta com medo, precisa de proteção, o momento é perigoso.
    Mesmo depois do abraço, ela revela na quarta estrofe: “E não é mais a dor que esfria a alma/ É a força de abraços transparente/ braços ainda dormentes”, ou seja o abraço não, a transmite segurança, mesmo assim a poeta continua contando seu desespero e pedido abraço até o final do poema, a fim de minimizar sua dor.
    Em fim, esse poema é fruto da imaginação desta poeta que usou estrofes, versos livres e rimas, para esta produção.

    ResponderExcluir
  25. Aline Silva Carneiro 1º período de Letras23 de novembro de 2012 11:20

    Ao ler o poema de Ninah, expressa sentimentos em que a poetisa nos encanta com criatividade e talento,nos transmite romantismo em querer um amor sincero verdadeiro,uma paixão ainda não vivida . Nos seguintes versos ela diz: “Me abrace sem nenhum disfarce/Nenhum carinho de irmão/sem nenhuma piedade/brutalmente, me abrace! ”Ela utiliza metáforas em seu poema que nos seduz impressiona , faz nos refletir em momentos que acontecem em nossas vidas. A poetisa transmite uma carência de um abraço tão desejado de um amor encantador. Então “me abrace” só assim sentirei teu calor.

    ResponderExcluir
  26. Nadja Lenice Ribeiro23 de novembro de 2012 12:35

    A poetisa no poema expressa sentimentos profundos e intensos, pois ela fala que há muito tempo ela espera por esse abraço, um abraço que nunca foi recebido da forma que ela esperava, ela se sente em um mundo vazio, que precisa de mais carinho, amor, atenção tudo que se passa na sua vida nada é percebido aos olhos das pessoas em sua volta, pois ela se sente só em uma vida amargurada na escuridão, ela espera tanto de uma pessoa que não lhe dar quase nada. A poetisa Ninah cita na última estrofe: “Mas fique calado, frio calmo nos meios de ti... me abrace”. Mesmo sofrendo tanto por um sentimento não correspondido ela ainda quer esse abraço cheio de sentimentos, mesmo sabendo que ela não é correspondida, ela insiste em querer apenas um abraço, para se sentir um pouco menos solitária.

    Aluna: Nadja Lenice Ribeiro.
    1º período de Letras.

    ResponderExcluir
  27. Paloma Sena da Silva23 de novembro de 2012 12:44

    O poema de Ninah retrata um sentimento muito forte do eu lírico, que relata várias coisas sobre seus sentimentos, que vive um amor muito intenso enquanto seu amado se mostra ser uma pessoa fria, sem aquele abraço caloroso que ela tanto necessita.
    Nesse poema pude observar que Ninah tem perspectivas bem parecidas com a de Clarice Lispestor, quando em uma frase de Clarice ela diz: “Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar essa pessoa de nossos sonhos e abraçá-la”.
    Portanto, na vida há sempre a necessidade da existência de um sentimento que venha a representar algo essencial, um anseio de nossa alma. Necessitar de um abraço, como se fosse a carência de um sentimento forte, que para ela um abraço representa algo muito intenso e simbólico.

    Aluno(a): Paloma Sena da Silva
    1º Período de Letras


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandra Daniele – 1º Período de Letras
      A principio podemos observar que a poetisa Ninah demostra sem duvida alguma, a carência que sente a tristeza e o desejo de ser abraçada.
      Ninah faz transparecer a poesia que existe dentro de si, usa com tamanha emoção o sentido figurado, quando diz em um de seus versos: “Olhe nos olhos desconfortáveis do relógio/ olhe para o vidro do poeta que se parte”. Mas será que podemos olhar nos olhos do relógio? Não, é a penas o sentido metafórico, a poetisa esta mostrando que o tempo esta passando e lamenta pois assim como “o vidro que se parte” partisse também o coração de Ninah, que ainda assim deseja ser abraçada.
      Enfim, é emocionante ver como é claro o desejo e a carência de um abraço expressado por ela, e é ainda mais lindo sentir o coração bater mais forte ao ver Ninah expressar com perfeição a tristeza e ânsia de ser abraçada. “Mais não pense!
      Apenas me abrace!.

      Excluir
    2. A poetisa Ninah,demonstra ser bem realista na utilização de suas palavras,e ao mesmo tempo este poema retrata muito o interior da mesma.Como disse Mário de Andrade."O que o meu inconsciente me grita".Com a utilazação da metáfora e de sua imaginação,Ninah expressou seu sentimento de forma verdadeira que é como se ela,ja estivece passado por tudo o que foi escrito,ela foi muito emotiva e feliz.Quando diz:"é a força de braços transparentes/braços ainda dormentes".No desejo avassalador de sentir o abraço tão procurado,a poetisa se declarou no sentido de tê-lo,mesmo estando ausente e adormecido.Assim sendo,este poema traz ao leitor uma emoção que é transpassada através de cada linha melódica. Jane Kelly Barbosa de Andrade.I Período de letras.

      Excluir
  28. célia maria - 1º periodo de letras23 de novembro de 2012 14:31

    Belissímo poema que a ninah escreveu,ele nos mostra que o ser humano senti carência com a falta de amor,carinho,afeto...
    Coisas que as vezes pra nós é um simples abraço,mas que pode resolver e completar esse espaço vazio em nosso ser.O eu lírico desse poema é muito forte,contido em cada estrofe desse poema,pois ela usa metáforas em seu poema.Como nos mostra a penúltima estrofe dessa sua obra:Antes fosse o calor que sentia na infância/
    mas não pense tanto como quem ama/
    olhe nos olhos desconfortáveis do relógio/
    olhe para o vidro do poeta que se parte.
    Estrofe essa que nos impressiona,não só ela como todo o poema que nos mostra uma obra literária em seu sentido figurado.

    célia maria da silva santos
    1º periodo de letras

    ResponderExcluir
  29. Rubiana Maria Ferreira 1° Período de letras23 de novembro de 2012 14:40

    A literatura, conceituada pela arte da palavra, fruto da imaginação, faz-se refletir com a poetisa Ninah Maria, que, em seu poema “Me Abrace”, expressa um carência sentimental, relatando a solidão amorosa que está sentindo, tentando se livrar da angústia que toma conta do seu ser, ao apelar por abraços, como é expressado em seu fragmento: Me abrace sem nenhum disfarce/ Nenhum carinho de irmão/ sem nenhuma piedade/ brutalmente, me abrace!
    A constante repetição da expressão “me abrace”, reforça o aspecto carente do eu lírico demonstrado no poema, tornado sua essência, uma identidade de apelo por seu amor. Assim, o poema se faz um produto do imaginário da poetisa, através de suas expressões metafóricas de sensibilidade, apelo, carência, enfim, de intensos sentimentos.

    Rubiana Maria Ferreira 1º período de letras

    ResponderExcluir
  30. MISSILENE FERNANDES - I PERÍODO DE LETRAS

    Em um rápido comentário da Biografia da poetisa Conceição, aluna do curso de Letras da FAMASUL, cujo pseudônimo é NINAH MARIA, O professor Ademmauro enfatiza que a mesma é insurge com uma poesia intimista, representada por alta carga metafórica. O intimismo e metafórico é visto logo na primeira estrofe do poema em que a poetisa “Me abrace...Brutalmente, me abrace”, ela não deseja qualquer abraço, o abraço fingido, o abraço fraterno, mas um abraço com todo vigor, como todo libido, como todo impulso. Não um abraço qualquer. Quando fala “Até que tudo isso passe” – “até que se ponha o sol” – “até que eu possa ver meus dedos” - “dedos cobertos de neve e chuva”, de permanência do abraço, de um abraço contínuo, mesmo que isso possa ser representação do pecado humano, e por falar em pecado humano a poetisa estar dizendo que não se preocupa com pudor, mas que quer esse abraço, a fim de que possa suprir a lacuna de seu ser, sua fragilidade, além do exemplo já citado para mostrar essa fragilidade a poetisa ainda na quarta estrofe reforça essa ideia de solidão, nesse aspecto a poetisa faz evasão nas duas últimas estrofes, quando diz “Antes fosse o calor que sentia na infância” – “olhe nos olhos desconfortáveis do relógio” – “Fujo em teus braços de mago e mágica”. Como diz o mestre Ademmauro, Ninah apresenta um eu-lírico como conturbado, melancólico, triste e complexo.

    ResponderExcluir
  31. Abraço, um dos mais íntimos contatos.
    Definido em versos transparentes e simples, expressa a beleza com a qual foi construído, ainda que sua falta cause a tristeza, a fúria de não ser compreendido.
    Apenas, as lembranças da transfusão de forças ou até a suavidade do momento, que constantemente Ninah busca preencher o vazio do desconforto, com apenas um abraço verdadeiro.
    Fica explicito quando a poetisa o escreve, usando sentimentos, embelezando cada verso com a criatividade de metáforas que se mesclam com o eu-lírico. Como no verso:
    “ Eu procuro em mim tuas veias ”
    A poetisa esta enfatizando, a busca de reviver intensamente e bruscamente o que já não sente há muito tempo, um abraço que desate os nós, transformando-os em envolventes laços.
    Enfim, o sentido figurado se faz presente nesta obra literária envolvente, que emociona os leitores e traduz a humildade em dizer apenas:
    “ ME ABRACE! ”
    Danielle Santos Lins, 1° período de letras

    ResponderExcluir
  32. Isabela Cristina da Silva 1° periodo de Letras23 de novembro de 2012 15:41

    O poema de, Ninah Maria é bem expressivo mostra a falta que sente de um abraço dado com sentimentos verdadeiros. Este poema é realmente uma obra literária, com sentido figurado e fruto da imaginação. Sinceramente um abraço conforta, apaixona, nos traz alegria, sensações de conforto, quando verdadeiro. E é isso que ela expressa o quanto um abraço pode fazer na vida dela e de outras pessoas também mesmo sabendo que hoje não é mais correspondia. Pude perceber isso quando ela fala:
    Eu procuro em mim tuas veias
    o que de fato poderei sentir
    de um dia após o outro
    na ideia de dois braços
    que têm mentido e negado os laços
    de minha palidez visível para o tudo que passou
    sofro, pois tem sido só carne.
    Enfim é muito encantador esse poema sabemos que na vida recebemos varias trocas de carinho mas nem todos são inesquecíveis .

    Isabela Cristina da Silva
    1° periodo de Letras.

    ResponderExcluir
  33. Poliana Priscila santos 1 Perioldo de letras23 de novembro de 2012 15:41

    No poema me abrace, o poeta utiliza a linguagem literária onde faz uso de metáforas, expressar no texto liberdade, beleza e emoção. Leva o leitor a se imaginar no lugar do personagem, ou seja, sente-se como se aquela mensagem fosse diretamente para ele. Dessa forma provoca a catarse.
    Observe os versos em que ele diz: arriscando e saindo na escuridão descendo em abismos. Não quer dizer literalmente que esteja no escuro, no fundo do poço. E uma forma de falar da solidão, implorar para que o outro lhe complete, pedindo abrigo e proteção.

    ResponderExcluir
  34. O poema é sublime, e porque não dizer intenso.
    Pois nele Ninah relata metáfora que descreve uma paixão ardente e avassaladora. É notado que ela ao falar de um amor inconstante, ao mesmo tempo único, Cali ente e fiel, até o ponto de arriscar-se para realiza-lo nos aconchegos dos braços do amado, como é citado na estrofe: “ Eu estou descobrindo coisas/eu estou descendo em abismos/me arriscando e saindo na escuridão.” Mas houve um momento que sua decepção é perceptível: “ Que têm mentido e negado os laços/de minha palidez visível para o tudo que passou/sofro, pois tem sido só carne.” Ficou claro que essa paixão não é correspondida. “Me abrace ” é um poema tão envolvente que desperta no leitor pensamentos que remetem para dentro dessa paixão dominante.
    Djane Maria da Silva, 1º período de letras

    ResponderExcluir

  35. Veja o quanto um poema encanta!

    Como a Literatura é viva e nos faz reviver o sonho de outro. Neste caso, também desejamos o "abraço" de Ninah. Gostaríamos de adentrar seu eu-lírico e... na verdade, já adentramos e fazemos parte de seu universo quando nos envolvemos em breves comentários.

    Parabéns pelas participações feitas até aqui.

    Continuem "abraçando" a poetisa.

    ResponderExcluir
  36. Poliana Priscila santos do Nascimento I PERÍODO DE LETRAS23 de novembro de 2012 15:54

    No poema me abrace, o poeta utiliza a linguagem literária onde faz uso de metáforas, expressar no texto liberdade, beleza e emoção. Leva o leitor a se imaginar no lugar do personagem, ou seja, sente-se como se aquela mensagem fosse diretamente para ele. Dessa forma provoca a catarse.
    Observe os versos em que ele diz: arriscando e saindo na escuridão descendo em abismos. Não quer dizer literalmente que esteja no escuro, no fundo do poço. E uma forma de falar da solidão, implorar para que o outro lhe complete, pedindo abrigo e proteção.

    ResponderExcluir
  37. Maria Betania Galdino da Silva23 de novembro de 2012 16:31

    É impossível não se emocionar ao ler o poema"Me abrace" de Ninah Maria.É impressionante a facilidade que ela tem em escolher "as melhores palavras na melhor ordem"(Coleridge),caracterizando assim a arte da palavra.Também é notável a presença de metáforas que tornam o poema ainda mais vivo." O que o meu consciente me grita"(Mário de Andrade)é exatamente isso que ela expressa nos seguintes versos:"Olhe nos olhos desconfortáveis do relógio" e"Olhe para o vidro do poeta que se parte",na verdade com simples palavras ela não conseguiria dizer o que realmente estava sentindo,percebemos então a importância do sentido figurado, que trasforma o fruto da imaginação em realidade.O que o torna ainda mais fascinante é a"emoção recolhida em tranquilidade"(Wordsworth,pois mesmo estando carente,solitária, melancólica,ou até mesmo desesperada de amor, Ninah esteve sempre contidas em suas palavras mesmo demonstrando tudo que estava sentindo.

    ResponderExcluir
  38. Maria Eduarda Anjos23 de novembro de 2012 17:40

    No poema Me Abrace de Ninah Maria a poetisa mostra uma pessoa carente onde ela usa o braço como um refúgio para se proteger de algo como deixa claro nesse fragmento:
    “Me abrace sem nenhum disfarce
    Nenhum carinho de irmão
    Sem nenhuma piedade
    Brutalmente, me abrace”
    Nesse trecho mostra.
    A poetisa utiliza muitas metáforas para descrever seus sentimentos como apresenta esse fragmento onde ela se sente solitária, carente e demonstra que através do abraço, várias coisas podem ser superadas, o abraço mágico, sem nenhuma restrição ao fato dele ser afetivo ou amoroso, tanto que ela deixa exposto quando diz:
    “Sem nenhum carinho de irmão.”
    Nesse caso independente do abraço, ela apenas queria-o para assim se sentir.
    Maria Eduarda Anjos
    1º Período Letras

    ResponderExcluir
  39. Comentar o poema Me abrace de minha querida amiga Ninah Maria, se revelou para mim uma tarefa um tanto quanto difícil, sobretudo por que tal ato implica em um verdadeiro e profundo mergulho em nosso próprio universo introspectivo e intimista. No entanto, das emoções mais peculiares que pude sentir em face da leitura deste poema, se prepondera mais intenso o desejo da quebra do superficialismo, assim como se faz perceber já em seu verso inicial: “Me abrace sem nenhum disfarce”. Quebrar os disfarces, ir além das aparências, querer mesmo é perscrutar o íntimo das coisas, deverá ser a busca do viver verdadeiro. Mas um abraço brutal significa quebrar esse disfarce, ou seja, essas máscaras que por vezes persistimos em criar: “brutalmente, me abrace!” Doravante a grandeza deste poema se fará entendida pelas intensas e brutais metáforas que se revelaram sem nenhum disfarce. Antes, porém, nos faz mergulhar em um universo rico em imagens, repleto de sensações e emoções as mais profundas. Ninah Maria, pois, confirma seu grandessíssimo intimismo e nos coloca em face de uma poética intensa, rica, profunda e como a própria essência poesia, excepcionalmente peculiar. Parabéns Ninah Maria... ao ler este poema senti profunda vontade de te abraçar.

    ResponderExcluir
  40. Andreia Ferreira de Lima Gomes23 de novembro de 2012 18:17

    A poesia de “Ninah” é um poema metafórico. Ela expressa o seu eu lírico mais profundo e intenso de momentos confuso e de muita tristeza. Como nos versos, cerco de mãos vazias de braços omissos, círculos de culpas e dores, porque eu sinto vazio.
    Confusão em seus sentimentos, dor em sua alma, uma solidão imensa se faz presente. Totalizando amor e descontentamento em seu quase êxtase.
    Logo se percebe que o texto tem características de tristeza, amor e ódio, como enfatiza a escritora. No desconforto da existência, antes fosse sozinha.

    ResponderExcluir
  41. Sutil e impactante; é assim que posso caracterizar o poema “Me Abrace” da poetisa Ninah Maria. Indubitavelmente, nota-se nas entrelinhas desse poema a riqueza de suas palavras metaforicamente empregadas; todavia vale a pena ressaltar o verso 55 (cinquenta e cinco) da 9° (nona) estrofe:“Eu procuro em mim tuas veias”.É nesse verso que a autora externa a profundidade de seus sentimentos.
    Entretanto, Ninah ainda apresenta em seus versos, o eu-lírico, que é essa voz imaginária que faz-nos transcender.
    Destaco sobretudo o verso 64 da 10ª estrofe, ela enfatiza: “No desconforto da existência, antes fosse sozinha...” a poetisa utiliza o eu-lírico em suas palavras melancólicas.
    Portanto, posso resumir esse texto, como um poema repleto de poesia eminente e fluente em sua inigualável originalidade; o mesmo deixa-nos respirando e espirando poesia, imaculada poesia.

    ResponderExcluir
  42. Paloma Priscila Belarmino da Silva Lima23 de novembro de 2012 21:01

    Ninah Maria em seu poema “Me abrace”, usa diferentemente a forma com que se expressa utilizando um sentimentalismo envolvente que entrelaça de tal maneira o leitor com suas manhas de colocar em palavras, versos e estrofes o mais puro desejo de receber apenas um abraço, um abraço sem nada em troca.
    Quando a autora diz em um dos seus versos: “Antes fosse o calor que sentia na infância”. Ela faz um relato que compara a mesma sensação em tempos diferentes, deixando obvio que o calor que ela sente agora é o da paixão sem limites, sem barreiras que procura descreve-lo em um abraço verdadeiramente envolvente.
    Portanto um poema metafórico, provocando no leitor a intensa poesia, deixando rolar a imaginação que condiz com a realidade e a sensibilidade de todas as pessoas que necessitam apenas de um abraço.

    Paloma Priscila Belarmino da Silva Lima
    1º período

    ResponderExcluir
  43. No poema "Me abrace", a autora Ninah Maria,manifesta seus sentimentos e emoções em forma de versos,estrofes, na qual tem sentido figurado e fruto da imaginação. A vela que se quebra do meu barco
    assusta os homens
    e a chaga que inflama os ossos me consome
    pelos meios antigos de homem
    descarado como és, me abrace
    porque eu sinto vazio
    e não é mais a dor que esfria a alma
    é a força de braços transparentes
    braços ainda dormentes
    braços que se tendem afogar
    totalmente desacobertados
    mas ainda assim, me abrace! nesse poema podemos ver q a poetisa ele nessecita de um abraço,
    Me abrace sem nenhum disfarce.
    Nenhum carinho de irmão
    sem nenhuma piedade
    brutalmente, me abrace!

    Ana Cátia 1º período

    ResponderExcluir
  44. Valquíria da Silva Tavares24 de novembro de 2012 11:54

    No poema de Ninah Maria, podemos ver ou dizer que a mesma surge com uma poesia, representado por metáfora,evasão,sentido figurado dentre outros.
    Podemos ver nesses versos "Eu procuro em mim tuas veias/sofro, pois tem sido só carne/O que falo poderia sentir/De minha palidez visível para o tudo que passou",O sentido metafórico.
    Nesse outro verso vemos a evasão"Antes fosse o calor que sentia na infância".Podemos observar esse outro verso que diz "Olhe para o vidro da porta que se parte",a poetisa usa o sentido figurado.Portanto podemos dizer que a poetisa utiliza varias formas de expressão nesse poema,podendo causar muitas emoções em seus leitores. Parabéns Ninah por esse belo poema.

    Valquíria da Silva Tavares do primeiro período de Letras.

    ResponderExcluir
  45. giliarde júnior da silva25 de novembro de 2012 18:39

    GILIARDE JÚNIOR DA SILVA

    Ao lêr o poema "me abraçe" é impossível não parar,para imaginar o quanto é importante um abraço para o ser humano,abraço significa amor,afeto,carinho,segurança emfim.
    A poetisa enfatisa o seu anseio em viver subjetivamente em busca de um abraço e expressa sentimentos profundos e intensos ao escrever "eu procuro em mim tuas veias o que de fato poderei sentir de um dia após o outro na idéia de dois braços que tem mentido e negado os laços de minha palidez visível para tudo que passou sofro,pois tem sido só carne,NINAH foi deslumbrante utiliza-se das metaforas com a essência do "eu lirico",magnifico NINAH!

    GILIARDE JÚNIOR DA SILVA
    1º PERIODO LETRAS

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. É preciso melhorar a redação, bem como a grafia, pontuação, acentuação e espaços entre as palavras.

      Excluir
  46. Literatura é o conjunto de palavras que expressa sentimentos.
    A poeta fala em uma grande necessidade de ser amada, pois na 1ª estrofe do 1º e 2º verso... "Me abrace sem nenhum desface. Nenhum carinho de irmão." Portanto ela passa uma sensação de muita carencia necessitando de abraço.
    Podemos dizer que a mesma surge com uma poesia utilizando metáforas, evasão e o eu lirido e fascinante como trata o Poema.

    Humberto Lucas, 1º Periodo de Letras.

    ResponderExcluir
  47. Deyzeanne Roque Oliveira, 1º período letras.26 de novembro de 2012 21:03

    A poetisa Ninah com o seu poema Me abrace usa da metáfora de um amor incondicional, expressando-se de forma carente, quando diz "eu procuro em mim tuas veias/ de um dia apos o outro/ na ideia de dois braços. Nesses versos a poetisa demostra estar na ausência de uma paixão de verdade onde não possa haver mentiras. Ela necessita de algo diferente onde a mesma já passou e não quer mais sentir, procura intensos sentimentos. Enfim ela nos mostra uma obra literária envolvente e muito encantadora que atrai o leitor para dentro de sua história tornando sua obra um identificador de realidades.

    Deyzeanne Roque Oliveira, 1º período de Letras.

    ResponderExcluir
  48. Marisa Toledo, 1º período letras.26 de novembro de 2012 21:18

    A poetiza Ninah, demostra em seu poema bastante carência em seus sentimentos, quando fala em um dos seus versos,antes fosse o calor que sentia na infância/mas não pense tanto como quem ama. Talvez esta expressão seja um desabafo de uma infância onde o amor era bastante presente, e hoje adulta ela descobre que as coisas mudam e os sentimentos não são iguais. Enfim a poetiza transmite humildade em suas palavras, envolvendo o leitor a sua obra. Defino esse poema como uma paixão envolvente e avassaladora, diferente do sentimento que ela recebeu na sua ilusão amorosa.

    ResponderExcluir
  49. glauco fernando 1º periodo de letras26 de novembro de 2012 21:20

    Neste poema de Ninah Maria é excelente na 1ª estrofe ela inicia "Me abrace",pois esta precisando de um abraço carinhoso, mas esse abraço não é só de irmão e sim, de toda as pessoas que estão ao seu redor.Ela utilizou palavras permanentes que mas na frente possa passar uma mensagem futura para as pessoas que si senti só.Pois a pior coisa é viver sozinho sem ter alguém para compartilhar algo em comum.Na 5ª estrofe ela focaliza a existência de braços transparente que busca apoio que si deixe penetra pela lua atrás de sua espessura sem deixa nenhuma distinção. Já em braços ainda dormente aqueles que si tornar calmo por conta de uma inquietação seguindo em braço que si tende afogar sufocando e impedindo o seu próprio eu na sua existência

    ResponderExcluir
  50. Sendo o poema uma obra literária, que em geral apresenta-se em forma de versos e estrofes, podemos considerar o poema de Ninah uma obra, na qual a autora expõe sua s ideias e seus sentimentos.
    Percebe-se a profundidade a cada verso lido, podendo ser citado como exemplo o verso 11 e 12 “ e eu me sinto desvairada à mercê de me apaixonar.” A poetisa usa uma linguagem metafórica onde expressa uma vulnerabilidade em seu estado emocional.
    Entretanto, mediante conceitos e indagações feitos por ela( Ninah),em seu belíssimo texto, onde o eu-lirico é nitidamente perceptível e a poesia aflora e brota em nossos corações.

    Humberto Lucas do Nascimento
    1º período de letras

    ResponderExcluir
  51. ivanilson mendes da silva26 de novembro de 2012 21:56

    A poetisa na primeira estrofe ela se sentia só então ela usou a criatividade de um abraço porque quando uma pessoa se sente só ela quer um abraço verdadeiro, um carinho, uma atenção,era tudo que ela queria nesse sofrimento nessa solidão, ate que passasse todo aquele momento rum, ela usou uma metáfora que diz “olhe nos olhos desconfortáveis do relogio”, ou seja, ela olhava desconfortavelmente para o relógio com o desejo que todo aquele momento terminasse, ela diz também com o varo do poeta, o coração do poeta que parte, no desconforto da existência, ou seja ela se está sozinha

    ResponderExcluir
  52. Cecília Carolina 1ª periodo de LETRAS26 de novembro de 2012 23:09

    O poema exposto pela poetiza Ninah Maria mostra várias linguagem literária expressando seus sentimentos e emoções quando diz na 1ª estrofe:
    "Me abrace sem nenhum disfarce.
    Nenhum carinho de irmão
    sem nenhuma piedade
    brutalmente,me brace!
    O eu-írico esta bastante presente, pois Ninah Maria mostra a necessidade do afeto e carinho existente no seu eu.Querendo mostrar que as vezes um simples gesto vale o bastante ou o suficiente para mudar e completar um profundo vázio existente em uma pessoa.
    Enfim é um poema belíssimo onde a poetiza expressa com clara seus sentimentos encantado a todos seus leitores.

    ResponderExcluir

  53. VALEU PELA PARTICIPAÇÃO DE VOCÊS.

    AQUELE ABRAÇO!

    ResponderExcluir
  54. Mayara Priscila Ramos do Nascimento 1° periodo 11/201227 de novembro de 2012 10:37

    A poetisa Ninah em suas palavras relata o seu eu, ela descreve o que ela é, fala de si mesma, de seus sentimentos, onde há uma procura da paixão verdadeira e não da atual fingida, é um poema onde a autora reflete uma paixão, em criar, pensar e escrever. A autora insurge com uma poesia intimista, um poema onde organiza em seus versos sentimentos, luta por um sentimento verdadeiro, percebe-se a profundidade em cada verso livre onde usa linguagem metafórica. A poesia toca profundamente o leitor por suas respectivas demonstrações dos sentimentos relatados pela poetisa.

    Mayara Priscila Ramos do Nascimento
    1° período letras

    ResponderExcluir
  55. Jéssica Karina Souza Silva28 de novembro de 2012 14:45

    No poema ‘Me abrace’, a poetisa Ninah ultiliza o sentido figurado desde o ínicio ao fim do poema, expressando a carência do eu-lírico.
    Na primeira estrofe ela já declara, que a carência que sente não é de irmão, ou de amizade, mas sim, do carinho da pessoa amada: ‘‘Me abrace sem nenhum disfarce. / Nenhum carinho de irmão / Sem nenhuma piedade / Brutalmente, me abrace!’’
    Desse modo, a carência que sente é tão grande que sua alma grita, com o desejo de estar ao lado do seu amor, e para matar seu desejo, ela pede apenas um abraço para confortar seu coração. No entanto, este poema comove o público, por um sentimento tão profundo, que é expressado pelo amor, e a carência de ter alguém ao seu lado.

    Jéssica Karina Souza Silva
    1º Período de Letras

    ResponderExcluir
  56. Igara Ramos da Silva 1º periodo de Letras29 de novembro de 2012 19:58

    O poema 'ME ABRACE' de Ninah maria nos traz a ideia de introspecção lírica onde podemos perceber toda a carga metáforica que confirma seu demasiado intimismo.Nanah traz em seus versos um enaranhado de sentimentos poeticos transcritos em metáforas intensas,mas ao mesmo tempo suaves,delicadas e pecúliares;Um gesto tão simples quanto um abraço é capaz,quando habilidosamente em poema transfeito,de despertar os sentimentos mais verozes e criar belezas metáforicas realmente magnificas.
    ESTE E O CERTO.

    Igara Ramos da Silva
    1°Periodo de LETRAS

    ResponderExcluir
  57. No poema de Ninah ´´me abrace´´ observa-se a maneira que o manuseio das palavras é feito; esse manuseio meche com nossa emoção transportando nos para dentro deste roteiro... chega-se a sentir a intensidade vivida pela autora, que nem sabe ao certo defini-la. Na estrofe de número 6, Ninah retrata algo tão profundo , quando menciona no terceiro verso ’’ me equilíbrio no escuro’’ tratando-se de uma falta de opção, apenas entregar-se ao que está sentindo atualmente. O sentido figurado atua de tal forma que torna ainda mais intenso ao sentimento vivenciado pela autora no momento que escreveu o poema; quando menciona na estrofe de número 9, no terceiro verso ’’olhe nos olhos desconfortáveis do relógio ‘’transmitindo certa impaciência diante da situação vivida... Ansiando que o momento atual não se prolongue mais e que finalmente alcance o abraço tão almejado ainda replica ´´me abrace’’ ultima estrofe. Portanto pode – se dizer que literatura é um tipo de rapto, que nos leva a uma nova dimensão, dando-nos liberdade para criar um mundo diversificado na arte de brincar com as palavras.

    ResponderExcluir
  58. A poesia é a essência do poema com palavras que despertam os mais profundos sentimentos, que tocam nossas almas e causam emoções, assim é a poesia de Ninah “me abrace”, a poetisa usa metáforas em sua poesia para transmitir a força que tem um abraço,o que um abraço pode despertar, na oitava estrofe a evasão pode ser observada claramente. O abraço pode ser comparada com uma força misteriosa que foge de nossa compreensão, na poesia de Ninah mostra que o abraço é necessário ,que completa algo que estava vazio. Ela mostrou o valor de um abraço. Ninah transmitiu a mais pura emoção,o sentido figurado usado por Ninah criou um mundo de fantasias fruto da imaginação que nos fez viajar durante a leitura da poesia “Me abrace”.É uma poesia contemporânea pois não obedece as regras gramaticais. Ela procurou mostrar o valor de um abraço com a intenção de sensibilizar o leitor e convencê-lo quanto a associação de palavras e expressões posicionadas estrategicamente na poesia,assim indiretamente a poetisa nos convida a ler a obra mais de uma vez,desvendando as pistas que ela apresenta para interpretação de seus sentidos.Ninah soube combinar as palavras assim conquistando e surpreendendo o leitor.
    Eliane Maria de Eloi
    1º período de letras

    ResponderExcluir
  59. Professor desde o começo da semana que tento enviar esse comentário e o sistema aqui na minha cidade nao permitia o envio,pois tentei de vários computadores. no entanto mandei para o seu e-mail,mas hoje consegui enviar após muitas tentativas.Também não enviei no dia combinado por motivo de saúde(atestado médico que apresentei ao senhor) Agradeço a sua compreensão.
    Eliane Maria DE Eloi
    1º período de letras

    ResponderExcluir